SANTOS PROTETORES

“A graça e a Misericórdia são para os seus eleitos e a proteção para os seus Santos”

(Sb.4,15)

 Santa Josefa Rossello

 

 

A intercessão de Santa Maria Josefa Rossello, se reconhece como continuidade de sua ação Misericordiosa junto aos enfermos e  daqueles que precisam a Graça de Deus para que suas vidas correspondam aos projetos de Deus.

 

O mais claro Projeto de Deus é a Experiência confiante em Sua Divina e infinita Misericórdia que torna seus devotos operosos e capazes de sempre novas iniciativas de atendimento aos mais carentes e vulneráveis.

São João Batista
"Nascimento posto que será grande diante do Senhor"

São João Batista

 

 

O nome de São João Batista está ligado às nossas origens: sob sua proteção, junto à Paróquia a ele dedicada, as primeiras FDM iniciaram a sua Vida Fraterna e a Missão.

O precursor de Jesus é para nós modelo de zelo no preparar o caminho do Senhor, da vida despojada e sacrificada, na austeridade e retidão, no ocultar-se para que Jesus crença e na dedicação ao Reino, até ao sacrifício de sua vida.

 

A Ele imploramos reconhecer Jesus em todos os momentos e circunstâncias de nossas vidas.

Nossa Senhora da Misericórdia

Em 18/03/1536, no Vale do Letimbro – Savona – Itália, um camponês, interrompendo seu trabalho, ao meio dia. Foi lavar-se no rio antes de tomar sua refeição. Viu uma “Bela Senhora” que segurava uma misteriosa mão. Ela implorava: “ Misericórdia, meu Filho, não justiça.” Antonio ( era esse seu nome) não duvidou estar diante da Virgem Maria que o encarregou de fazer orações com o povo e ali voltar no doa 08/04 do mesmo ano. Nessa segunda aparição, a Virgem o encarregou de ir ao encontro do Bispo e pedir autorização para alí erguer um santuário. Como temesse não ser atendido, pediu um sinal, ao que Nossa Senhora respodeu que ele fosse fazer o que Ela dizia e Ela mesma inspiraria a muitos o que deveriam fazer. Assim espalhou-se a devoção à Nossa Senhora da Misericórdia, naquela região.

Em 1815, o Papa Pio VII foi feito prisioneiro de Napoleão Bonaparte, em Savona e prometeu que se fosse libertado, voltaria para consagrar a Igreja à Nossa Senhora da Misericórdia e oferecer uma coroa para sua imagem. Assim, no dia 10 de maio de 1815, com toda a solenidade cumpriu sua promessa.

 

De fato, muitos são os que ali, seguindo a inspiração da Santíssima Virgem, se dedicaram ao bem do próximo, às Obras de Misericórdia. Entre eles destacamos Santa Maria Josefa Rossello, Beata Maria Ludovica de Angelis, São José Allamano, e tantos outros que ali imploram discernimento para suas ações. Muitas são as graças alcançadas pela intercessão da Mãe de Misericórdia, até nossos dias.

São José
Protetor da Sagrada Família

São José

 

 

Honramos e invocamos  São José, como Guarda, Protetor e Pai do Instituto.

 

A Santa Madre Rossello pedia sempre que obtivesse para suas Filhas e para sí, o verdadeiro Espírito do Instituto.( a coerência entre o ideal e as obras a realizar).

 

A Ele entregou as chaves do Instituto, num gesto de  desejou se perpetuasse e fosse anualmente renovado.

 

Aprendemos de São José a vida interior e as virtudes comuns, humanas e simples.

Beata Maria Ludovica de Angelis
Crer e servir

Beata Maria Ludovica de Angelis

 

As testemunhas nos asseguram que Ir. Ludovica, desde jovem colaborava com particular atenção, entusiasmo e responsabilidade às Obras de Misericórdia e ao ministério da catequese.

 

O amor ao catecismo permaneceu em sua vida: era notório que a catequese  e evangelização sempre ocuparam o primeiro lugar em suas ações, em seu programa de de vida , como primeiro Dom  que a Missão de Misericórdia deve oferecer às pessoas.

 

Como legítima discípula de Jesus e filha da Madre Rossello, entendia que ajudar as pessoas a conhecer, experimentar e confiar na Divina Misericórdia, com a ternura e acolhimento de um coração materno, atingia a meta que se propunha.

UMA HISTÓRIA PARA MOTIVAR OUTRAS

Conhecer a vida de Santa Maria Josefa Rossello, como a de tantas outras pessoas que a Igreja reconheceu como Santos ou Santas é sempre uma provocação a percebermos o convite que também nós recebemos, de desenvolver nossos dons e coloca-los à serviço dos demais. O Santo, a Santa é sempre alguém que se descobre tão amado (a), que é capaz de canalizar e distribuir esse Amor, por Amor.

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.